O CAMINHO QUE CONDUZ À DEUS

 

Quando se fala do Plano de Deus para a salvação, é muito mais do que pode nos apresentar uma religião humana. Trata-se aqui do caminho que conduz à Deus. Devemos nos lembrar que no começo, o homem foi separado de Deus por causa do pecado. O grande objectivo de Deus é pois de restaurar na sua primeira glória, esta criatura que criou à Sua imagem e conforme à Sua semelhança. Esta é a "boa nova" que se traduz literalmente pelo "Evangelho": DEUS VEIO PROCURAR E SALVAR O QUE SE HAVIA PERDIDO. Foi precisamente assim que Jesus definiu a Sua missão na terra.    
Aqui está a Verdade! Enquanto a religião do homem se fundamenta nos seus esforços em busca de Deus, e é caracterizada pelas superstições, dogmas populares e outros credo que define as suas crenças e convicções; o Plano de Deus para a Salvação do homem nos revela o CAMINHO, a VEREDA que reconduz os Seus resgatados para a glória eterna. Segundo o que está nos profetas:       
"E ali haverá um ALTO CAMINHO, um CAMINHO que se chamará o CAMINHO SANTO; o imundo não passará por ele, mas será para aqueles: os caminhantes, até mesmo os loucos, não errarão. Ali não haverá leão, nem animal feroz subirá a ele, nem se achará nele; mas os remidos andarão por ele. E os resgatados do Senhor voltarão, e virão a Sião com júbilo: e alegria eterna haverá sobre as suas cabeças: gozo e alegria alcançarão, e deles fugirá a tristeza e o gemido" (Is.35:8-10).   
De mesmo modo que no dia do grande livramento, havia um caminho descoberto no mar vermelho pelo qual os remidos de Israel andaram no caminho de volta para Canaan, na saída do Egipto. Caminho escondido aos olhos do comum dos mortais e DESVENDADO à Moisés pela REVELAÇÃO DE PALAVRA DE DEUS; é bem verdade que neste deserto que caracteriza um mundo privado da Verdade da Palavra de Deus (a água da vida) … no meio de todo essa falsidade religiosa gerada pelas interpretações particulares que, na verdade, são histórias da salvação mal contadas, Deus preparou para o Seu povo eleito, que dantes conheceu, UM ALTO CAMINHO. Caminho escondido aos olhos da multidão e revelado aos santos. Não se trata de qualquer caminho, mas sim, de um CAMINHO SANTO.    
Porém, de acordo com a Palavra, a santidade é produto da Verdade (Jo.17:17). Pelo que, este ALTO CAMINHO; ainda chamado o CAMINHO SANTO é figura da SÃ DOUTRINA: a Verdade de Deus que veio por Cristo (Jo.1:17b) e que constitui o único meio pelo qual o homem pode fazer as pazes com Deus. Infelizmente, é exactamente esta Verdade da Palavra que os edificadores e fundadores das igrejas rejeitaram à favor das tradições religiosas e mandamentos de homens, que folgam em coisas agradáveis aos ouvidos destes homens sensuais que não podem suportar a verdadeira doutrina de Deus (2Tim.4:3,4).   
Está escrito que os remidos lá caminharão; os resgatados do Senhor voltarão para a glória com alegria eterna e gozo; enquanto que a dor e a lamúria fugirão deles.   
Em Jo.14:6, o Senhor Jesus Cristo confirma esta profecia, quando diz: "Eu sou O CAMINHO, a Verdade e Vida. Ninguém vem ao Pai SENÃO POR MIM". Aqui está o (Alto) caminho descoberto; a vereda santa que conduz os resgatados de Deus de volta para a casa. Aqui está a SALVAÇÃO! Você não pode perder isto: a salvação não se encontra numa religião, uma denominação ou qualquer organização eclesiástica. A salvação que Deus preparou para nós tem um Nome: JESUS CRISTO. Sem essa revelação, o povo anda sem discernimento, cai na corrupção e é derrotado por homens enganadores pelas astúcias deles nos meios da sedução.   
            Foi assim que, quando Simeão, divinamente revelado, viu o menino Jesus entrando no templo, o tomou nos seus braços, e louvou à Deus, e diz: "… já os meus olhos viram a TUA SALVAÇÃO, A QUAL TU PREPARASTE PERANTE A FACE DE TODOS OS POVOS" (Lc.2:26-31). Temos pois aqui, a confirmação do que foi dito pelo anjo de Deus à José (Mat.1:21). Se todos compreender isto, então confessarão connosco esta Verdade permanente: "Em NENHUM outro há salvação"; como bem o sublinhou o apóstolo Pedro nos dias do começo (Act.4:12).     
            Pelo que, neste dia do fim, no meio destes falsos planos da salvação que exaltam os profetas, pastores, bispos ou arcebispos… que nos são apresentados por homens privados de entendimento sobre as coisas de Deus, A MENSAGEM DA RESTAURAÇÃO que caracteriza a nossa pregação recambia a verdadeira igreja ao verdadeiro Pentecostes; e nos leva de volta de acordo com a promessa de Is.35:8 no alto caminho; no caminho santo. Então, Cristo é de novo glorificado pelo Espírito Santo enviado do céu sobre os "profetas" da última hora (ver a parábola dos trabalhadores alugada à última hora – Mat.20:1-16) pela última chuva que deve amadurecer a semente para a colheita; antes da vinda do Cristo. (Tg.5:7).      
É o regresso no fundamento primitivo! No bom e antigo caminho por onde andaram, antigamente, nossos pais. Então, a primeira Pedra (a principal) rejeitada até então pelos edificadores das igrejas dos homens e sepultada debaixo dos escombros dos dogmas, ritos e outros credos litúrgicos reaparecerá para a alegria dos eleitos, tal como Deus o anunciou previamente pela boca do profeta Zacarias: "Quem és tu, ó monte grande? Diante de Zorobabel serás uma campina; porque ele trará a primeira pedra, com aclamações: graça, graça a ela!" (Zac.4:7). Eis a promessa que se torna realidade debaixo dos nossos olhos!    
Não foi dito à Daniel, o profeta, acerca do tempo do fim que: "Os ímpios procederão impiamente, e nenhum dos ímpios entenderá, mas os sábios entenderão"? (Da.12:9,10). Pelo que, este caminho descoberto apenas será para os remidos: os resgatados do Senhor que caminharão para a eternidade.   
Esta coisa nos é feita em figura aquando da saída de Israel do Egipto: a promessa foi feita por Deus a Abraão que no tempo marcado, a sua descendência iria regressar à Canaan. Pelo que, Canaan representava o alicerce primitivo aonde Deus tivera edificado a nação de Israel. Não importavam os tempos que eles tiveram que ficar longe disto, a Palavra da promessa disse que Deus os traria de volta. Ninguém podia impedir isso. E, quando esta promessa se cumpriu, Faraó, o tipo de Satanás, levantou um grande e poderoso exército para destruir o povo de Deus que rumava à liberdade. Está claro? É a mesma coisa neste fim dos tempos, caracterizada pela grande apostasia dominante pelo poder e eficácia de Satanás que tenta destruir se for possível, até os eleitos de Deus. Contudo, algum disse: "Cristo em nós, a esperança da glória". Não é verdade? Pelo que, alegrai-vos, ó eleitos de Deus, Seus remidos. Pois, com Deus, FAREMOS PROEZAS.   
E, Israel marchava com Deus, no caminho de regresso. Pelo que, Deus disse à Moisés: "Fale aos filhos de Israel que voltem, e que acampem diante de Pi-hairoth, entre Migdol e o mar, diante de Baalzefon: em frente dele assentareis o campo, junto ao mar " (Ex.14:1). Pois que? Havia lá UM ALTO CAMINHO que Deus tinha preparado antes do cumprimento dos tempos, e que devia levar de volta os resgatados com canções de alegria para a terra prometida. Mas, o que o exército de Faraó não compreendeu, é que ESTE CAMINHO SANTO DESCOBERTO NO MEIO DAS ÁGUAS ERA APENAS PARA OS REMIDOS, E PARA ELES SÓ. E, que nenhum impuro podia caminhar por ele; nenhum leão; nenhuma besta feroz poderia se encontrar lá. Sendo assim, O QUE FOI PARA ISRAEL O CAMINHO DA VIDA, SE TRANSFORMOU EM PISTA DA MORTE PARA OS EGÍPCIOS. Assim será também neste tempo do fim: A VERDADE DE DEUS QUE NÓS PROCLAMAMOS TERÁ UM CHEIRO DE VIDA PARA OS RESGATADOS DO SENHOR, E AO MESMO TEMPO UM CHEIRO DE MORTE PARA ESSES QUE NÃO RECEBERAM O AMOR DA VERDADE PARA SE SALVAREM. Eles não aceitarão a Verdade do Evangelho que nós proclamamos neste dia da restauração. Eles tropeçarão na Palavra da Verdade, e serão quebrados. Pelo que, quando o bom caminho lhes é indicado, eles dizem: "Não andaremos"; quando a trompete de Deus soa para advertir Seu povo, aqueles que tomam prazer na mentira dizem: "Não escutaremos". E, a Pedra de remate, eleita e preciosa diante de Deus, será para eles, um objecto de escândalo; segundo o que está escrito! (Jer.6:16-21; 1Pe.2:6-8).   
Aí de mim, se não falar desta maneira! Todas essas falsas mensagens do Evangelho falsificado deram luz a falsos planos de salvação. Aí… onde as almas sem experiência da Palavra da Verdade depositam sua fé nestas igrejas que se transformaram, de facto, em reinos humanos onde a Verdade de Deus foi mudada em mentira que exalta numa idolatria claramente declarada ou mal dissimulada, os mensageiros de Deus, e outros líderes espirituais exaltados à dignidade de Cristo, nas suas respectivas denominações.    
Mesmo assim, eles se vangloriam de estar cheio do Espírito Santo. Na verdade, eles abandonaram a fé primitiva numa clara demonstração da apostasia para dar ouvidos à espíritos enganadores e à doutrinas de demónios (1Tim.4:1). Porque, o Espírito Santo não dará a glória do Cristo à ninguém! Fogem da idolatria! Salvai-vos da sedução!  
Deus nunca enviou um profeta na terra para edificar o seu próprio reino. Porém, é nisto que se transformaram todas essas igrejas que exaltam alguns homens e tiram glória nos nomes deles. Um verdadeiro profeta (pregador) não fale de si mesmo; ele fala inspirado pelo Espírito Santo. Ele surge no meio de uma geração de adoradores para indicar-lhes o caminho (ou a vereda) da salvação que conduz a Deus. E, este caminho único que conduz a Deus, é JESUS CRISTO: "Eu sou O CAMINHO, a Verdade e Vida, ninguém vem ao Pai QUE POR MIM". Pelo que está escrito: "O testemunho de Jesus é o Espírito da profecia" (Apoc.19:10).    
Esta é a salvação que Deus preparou para TODOS os povos. Esta é a Verdade que estava desde o princípio. Aqui estão os tempos de refrigérios que vêem da parte do Senhor: O REGRESSO AO VERDADEIRO PENTECOSTES. Bem-aventurados sois, se compreender essas coisas que Deus preparou, neste dia do fim, para os que O amam!   
Quando um pregador na igreja dá essencialmente testemunha de um homem, e tenta persuadir as pessoas à acreditar neste homem como condição para a salvação, não se trata de um profeta de Deus; ele não pode estar à falar pelo Espírito Santo. De modo nenhum! Não sou eu quem o disse: é A PALAVRA! Guardai-vos dos falsos profetas!