O FALSO PENTECOSTES

 

Considerando o Pentecostes de Deus, eles não viram outra coisa senão o dom de falar línguas estranhas, os sinais e milagres… Esta interpretação errónea da Palavra produziu O FALSO PENTECOSTES que deu luz o pentecostalismo. Onde os dons espirituais são postos acima da Palavra de Deus.    
Os Pentecostais neste dia se esqueceram da verdade de 1Cor.12:4,5: "Ora, há diversidade de dons, mas o Espírito é o mesmo. E há diversidade de ministérios, mas o Senhor é o mesmo. E há diversidade de operações, mas é o mesmo Deus que opera tudo, em todos". O que significa isso de concreto? Aqui está a Verdade:    

Suportai que eu falo desta maneira! Porque, o zelo da casa de Deus me devora a mim também. Guardai-vos e afastai-vos dessas pessoas! Salvai-vos desta geração perversa! Acabei tornando-me também um inimigo vosso só por vos dizer a Verdade?   
A PALAVRA DE DEUS ESTÁ ACIMA DOS DONS ESPIRITUAIS. Pelo que, Deus pôs nas igrejas, primeiro os ministros da Palavra, e depois, os portadores de dons (1Cor.12:28). E, tal como na aliança anterior, Israel consultava o Urim e o Tumim no pectoral de juízo para conhecer a vontade de Deus; também neste dia o povo de Deus tem que examinar em tudo, a vontade de Deus à luz da Palavra profética e da doutrina apostólica que constituem o fundamento da Verdade de Deus sobre o qual somos edificados (Ef.2:20).    
Agora, ao divergir a fé deles da Palavra, eles foram derrotados pelo espírito do engano que neste último tempo, multiplicou falsos sinais… e também falsos dons espirituais no nosso meio. Isto acabou dando luz a um falso combate espiritual baseado no medo doentio que assombra as igrejas e seus líderes; medo gerado pela maledicência, a sugestão, a feitiçaria… como também por tudo que as almas mal firmadas na Verdade podem temer da parte do diabo. Para a sedução de todos esses que perderam o equilíbrio na Palavra de Deus e se afastaram da Verdade do Evangelho da salvação. Caindo deste facto na iniquidade gerada por todos espécies de concupiscências mundanas numa visão completamente materialista que afastaram esses falsos cristãos do reino do céu e a bem-aventurada esperança.   
Grandes "campanhas" e "cruzadas" são proclamadas; "convenções" e "conferências -fogo" são anunciadas, num verdadeiro culto ao deus Baal que emudeceu, apesar dos gritos e súplicas dos adoradores. A contradição entre os pregadores unidos nestes movimentos a carácter ecuménico toma o contorno de uma verdadeira "Torre de Babel" que os homens tentam edificar para se fazer um nome próprio e subir na glória.   
Ao invés de edificar a Igreja no conhecimento perfeito do Filho de Deus, os doutores pentecostais exaltam a glória e o poder de Satanás através de "seminários" bíblicos sobre a "demonologia" que gera o medo do diabo, do que a própria fé em Deus. Mantendo assim as almas cativas nessas prisões espirituais em que se transformaram hoje as igrejas ditas "de reavivamento" ou do "Espírito Santo". Aonde as pessoas não procuram mais a salvação das almas, mas sim a protecção contra os maus presságios, junto desses pastores que são daqui em diante considerados como pequenos salvadores. É o triunfo do feiticismo, da magia e do encantamento nas igrejas. Os antigos agoireiros (adivinhadores, videntes, bruxos, etc.) mudam de vestes e se apresentam na pele de "ministros de Deus". Para a ruína dos ignorantes. Como pois reconhecer aquele que Deus enviou no meio desta confusão? Nisto: "Aquele que Deus enviou diz as Palavras de Deus"(Jo.3:34a)     
 "Meu povo foi destruído, porque lhe faltou conhecimento"! Pelo que, só o conhecimento de Cristo pode salvar o crente da morte e da perdição.