O MISTÉRIO DA MULHER E DA BESTA QUE A LEVA

 

“O anjo me disse: Por que te admiraste? Eu te direi o mistério da mulher,
e da besta que a leva, a qual tem sete cabeças e dez chifres.”

 

Ao que o anjo me disse: Por que te admiraste? Eu te direi o mistério da mulher, e da besta que a leva, a qual tem sete cabeças e dez chifres.
A besta que viste era e já não é; todavia está para subir do abismo, e vai-se para a perdição; e os que habitam sobre a terra e cujos nomes não estão escritos no livro da vida desde a fundação do mundo se admirarão, quando virem a besta que era e já não é, e que tornará a vir.
Aqui está a mente que tem sabedoria. As sete cabeças são sete montes, sobre os quais a mulher está assentada;
são também sete reis: cinco já caíram; um existe; e o outro ainda não é vindo; e quando vier, deve permanecer pouco tempo.
A besta que era e já não é, é também o oitavo rei, e é dos sete, e vai-se para a perdição.



A BESTA ESCARLATE


"... besta cor de escarlata, que estava cheia de nomes de blasfémia"
           
A besta como figura de um reino? Isso é notório! Especialmente neste fim dos tempos em que vivemos. Tendo em conta que os mistérios de Deus selados nas gerações que nos precederam, nós foram revelados com o cumprimento dos tempos determinados na profecia; de acordo com a promessa das escrituras.
A visão dos quatro animais relatados por Daniel no seu livro de profecia confirma que um animal é um reino, e também um rei. Porque, na verdade, a glória e o esplendor de um reino; sua queda e sua decadência são incarnados pelo homem que ali reina.


a) O reino como um animal


            Em Dan.7 nos versículos 3 e 17, ele afirma: "E quatro grandes animais, diferentes uns dos outros, subiam do mar (...) Estes grandes animais, que são quatro, são quatro reis, que se levantarão da terra."
Considerando-se a descrição deste quarto e último reino, estamos cientes de sua semelhança com o animal da presente profecia: "Depois disto, eu continuava olhando, em visões nocturnas, e eis aqui o quarto animal, terrível e espantoso, e muito forte, o qual tinha grandes dentes de ferro; ele devorava e fazia em pedaços, e pisava aos pés o que sobejava; era diferente de todos os animais que apareceram antes dele, e tinha dez chifres." (Dan.7: 7)
«Eu te direi o mistério da mulher, e da besta que a leva, a qual tem sete cabeças e dez chifres». (Apoc.17 :7)
É importante que eu enfatizo aqui que, o quarto animal ou reino é aquela que antecede o advento do reino eterno de Cristo e Seus santos. E, de acordo com Dan.7: 19-26, é a partir deste reino que sobe um chifre (o que significa um outro rei - ver também Apoc.17:12a), que blasfema contra Deus e faz guerra aos santos, matá-los-ão, até que o reino que ele usou para governar e impor sua autoridade sobre toda a terra (a besta, pois) for destruído.
Portanto, não há confusão nenhuma. Um reino (a besta) se levanta, pisa e domina sobre toda a terra. E deste reino se levanta um outro rei (o chifre com os olhos de homem; diferente dos outros). Um rei cuja profecia enfatiza a particularidade de sua boca arrogante, que blasfema contra Deus e Sua doutrina, e que faz guerra aos santos do Altíssimo; portanto, aos verdadeiros discípulos de Cristo, os cidadãos do céu.
Quem é pois aquele que, até hoje, ignora que trata-se do Império Romano? Esta é a besta que é cavalgada pela mulher; ou que a leva!
No entanto, de acordo com a profecia de Daniel, o quarto animal é destruído pela vinda do reino do Filho do homem. Todavia, não temos visto ainda até hoje, nem esse reino ser destruído por Deus (o animal ser morto), ou o "Ancião de dias" entregar o reino aos santos para que o possuem. Entendemos pois que as coisas anunciadas na profecia de Dan.7: 21, 25b, 26 e 27 ainda não estão plenamente consumadas.
Porque, na realidade, embora o antigo Império Romano deixasse de existir (por um tempo), sua fama e autoridade foram exercidas pelo império católico romano que se apresentou ao mundo na condição duma igreja. Ora, ela é na realidade uma "Estado - Igreja".
Não temos chegado no fim dos tempos? Nesse caso? Hab.2: 3: "Pois a visão é ainda para o tempo determinado, e se apressa para o fim. Ainda que se demore, espera-o; porque certamente virá, não tardará.
Se for determinado na profecia que o Império Romano será o último reino humano antes do advento do milénio, ASSIM SERÁ!
E o anjo disse a João: "Eu te direi o mistério da mulher, e da besta que a leva… A besta que viste era e já não é; todavia está para subir do abismo, e vai-se para a perdição; e os que habitam sobre a terra e cujos nomes não estão escritos no livro da vida desde a fundação do mundo se admirarão, quando virem a besta que era e já não é, e que tornará a vir.”
O que foi é o que será! O Império Romano que tinha desaparecido por um tempo, ressurgiu. Ele era… ele já não é… ele tornará à vir! Esta é a besta que foi curada de sua ferida mortal! Isso espantou os moradores da terra que se encheram de admiração pela besta. Não os santos de Deus! Pois, esses sabem em quem esperar. Eles foram conhecidos de Deus (antes da fundação do mundo). Tendo sido predestinado para serem conformes à imagem de Seu Filho.
Sim, o último império romano renasceu... a besta que leva a mulher está ali diante de nossos olhos. Mas, com um novo nome! Eu te direi o mistério… Pois, trata-se da Europa unida ou União europeia.



b) A besta como um homem

 

Ele é a personificação do poder, domínio e autoridade exercida pelo Seu reino sobre toda terra. A profecia de Daniel distingue este rei (chifre) de seu reino (animal). Enquanto a profecia do Apocalipse 17 junta os dois.
Todavia, convém notar que essa última profecia nos revela claramente: que é a besta e não a mulher que está cheia de nomes de blasfémia. De facto! Apesar de se esconder por baixo de um manto de humildade que lhe concede uma certa aparência de piedade, temos de um lado: a IGREJA CATÓLICA ROMANA QUE É NA VERDADE UM ESTADO SOBERANO e organizado como tal; e do outro: o seu rei; O PAPA que, no que lhe diz respeito, ASSUMIU TODOS OS TÍTULOS DA DIVINDADE, E MUDA AS LEIS DE DEUS COMO BEM LHE AGRADA.
Ora, o poder totalitário (político e religioso) outrora exercido por este "Sacerdote – rei", também foi interrompida por um tempo. Pois, o papado também recebeu um golpe mortal aquando da revolução francesa que pôs um termo ao seu poder secular. Mas, no fim dos tempos "o chifre com os olhos do homem e de boca grande" vai retomar o seu trono sobre a terra, antes de ir para a perdição: " A besta que viste era e já não é; todavia está para subir do abismo, e vai-se para a perdição ". Aqui está o Anti-cristo cuja vinda já vos foi anunciado! O mundo será entregue em suas mãos: "um tempo, tempos e metade do tempo." Lembrai-vos que já falamos destas coisas que acontecem durante a grande tribulação que se abaterá sobre a terra, pouco antes do estabelecimento do reino milenar de Cristo e Seus santos.
Essa coisa nos foi feita em figura, quando Nabucodonosor, rei da antiga Babilónia, reinou, perdeu o trono por um tempo, e depois reapareceu na sua antiga glória, antes de ir-se embora. Não se esquecem que o Senhor deu à essa mulher o apelido de Babilónia. E lembrai-vos de tudo o que foi dito acima a respeito de Babilónia. Então, compreendereis o mistério da mulher e da besta que a leva. Pois, trata-se verdadeiramente do REI DA NOVA BABILÓNIA.

 

----------------------------------------------