O MISTÉRIO DE DEUS  



   
"Mas, nos dias da voz do sétimo anjo, quando tocar a sua trombeta, se cumprirá O SEGREDO DE DEUS, como anunciou aos profetas, Seus servos" (Apoc.10:7)   
    Notem aqui que a profecia não faz referência à "Mistérios" – como se de muitos se tratasse –. Esta profecia diz explicitamente: " nos dias da voz do sétimo anjo, quando tocar a sua trombeta, se cumprirá O SEGREDO DE DEUS ".    
Eu acredito que todos esses que seguem com atenção, a demonstração do Espírito nesta pregação, entenderão quando chegar à este ponto, que: apesar de todos os mistérios que foram desvendados neste Livro de profecia aberto pelo Cordeiro, à começar pelo mistério dos sete castiçais e das sete estrelas que representam as diferentes eras da Igreja nos tempos das nações… a abertura dos sete selos e todos os segredos que lá são revelados, à partir do mistério da iniquidade que nos revela os ardis do diabo operando pelo espírito anticristo para a sedução da igreja e todas estas coisas que sucedem às primeiras; o SEGREDO (ou MISTÉRIO) DE DEUS à que se refere Apoc.10:7 não se cumpriu ainda.
Para uma melhor compreensão, sou obrigado à repetir o seguinte: O MISTÉRIO DE DEUS declarado no Apoc.10:7 não se cumpra na dispensação da Igreja, nem depois do arrebatamento, nem durante a grande tribulação, nem em pleno Dia do Senhor que caracteriza o Dia de vingança ou da ira do Cordeiro. Entretanto, quando esta declaração é feita pelo anjo de Apoc.10:1, o sétimo selo já tinha sido quebrado (Apoc.8:1). Que dizer em relação à isso? Um pregador verdadeiramente instruído e inspirado de Deus sabe que a dispensação da igreja das nações termina no quarto selo e quando se cumprir o que é revelado debaixo do quinto selo, a Esposa do Cristo não estará mais na terra; e o grande Dia da ira de Deus é colocado debaixo do sexto selo (Apoc.6:12-17).    
E este anjo glorioso vem após todas estas coisas e diz por começar que "não haveria mais demora". Porque? Pela boa razão que estamos no fim das maravilhas anunciadas na profecia de Daniel, pelo que veio para anunciar o cumprimento de todas as coisas (Dan.12:6; 8). Mas o que? Apesar da efectivação do plano de setenta semanas (e todas estas coisas foram reveladas na Igreja no último tempo) o MISTÉRIO de DEUS só se consumaria nos dias da voz do sétimo anjo; quando a sétima trombeta tocar. Amem! Há nesta geração um homem inteligente que entenda isto?    
Esta nova luz que o Espírito Santo nos traz neste dia, é um desmentido rigoroso ao dogma defendido sobretudo nas várias tendências do movimento branhamista; dogma por meio do qual se tenta persuadir as almas ignorantes da Palavra da Verdade que, Apoc.10:7 se cumpriu no ministério do sétimo anjo da Igreja que teria revelado todos os mistérios de Deus. E que consequentemente, seria mesmo inútil sujeitar-se ao Espírito Santo para a interpretação da Palavra porque, tudo já teria sido dito pelo “profeta”. É SIMPLESMENTE ERRADÍSSIMO!!!!! E tão-somente perigoso para nossa fé. Eis aqui também um dos meios poderosos que o diabo achou para nos impedir de progredir na marcha que nos conduz ao encontro do Esposo, e deitar a confusão na mente de todos esses que mergulharam o olhar na palavra profética, à procura da luz que nos permite evoluir no meio da escuridão espiritual que caiu sobre a terra (exactamente como o Senhor nos fez esta coisa em figura na parábola das dez virgens)   
         Eu sou pessoalmente grato ao Deus Fiel (Ele se revelou à mim como "O Deus Fiel") por ter realizado Suas promessas no meio de nós na última era da Igreja; e por todas essas coisas gloriosas que foram reveladas para a Igreja no último tempo. Todavia, a missão que foi me confiada para o Corpo do Cristo, é exactamente de denunciar a acção dos espíritos sedutores que se introduziram na Igreja nesta última geração e começaram à ensinar coisas perniciosas e heresias de perdição. E não só denunciar, como também restaurar a Verdade. Quando o Espírito me falou desta maneira: "Vim afim de dar testemunho da Verdade, pois a Verdade é a luz dos homens….". Pelo que, não posso ser tolerante e me calar diante desta mentira e outras do género. Aí de mim se não falar desta maneira! Porque, Deus requer fidelidade aos despenseiros dos Seus mistérios (1Cor.4:1,2).   
Quero, neste dia em que a Verdade de Apoc.10:7 é reconquistada, que os eleitos ao meditar esta passagem presta atenção à duas coisas:    
         Primeiro: Ao tempo utilizado aqui! O Anjo poderoso não usa, nem o passado, nem o presente, mas sim o futuro; quer seja no caso da sétima trombeta que tocaria, como no caso do mistério de Deus que se cumpriria. Isso é muito importante para a compreensão da profecia bíblica em geral. Veja por exemplo, em Apoc.5:6,7: João ao olhar Aquele que foi achado digno de abrir o Livro, viu um Cordeiro como havendo sido morto (pode-se notar o tempo passado utilizado aqui), Ele veio (no presente enquanto João olhava) e tomou o livro… o que significa isso? Que o sacrifício do Cordeiro aconteceu no passado, muito antes do momento em que Ele se levanta para tomar posse do Livro da Verdade e revelar (num futuro breve) o seu conteúdo.   
         Segundo: no que toca O MISTÉRIO DE DEUS anunciado aqui; não se trata de um desvendamento (revelação) mas sim, de uma realização (desfecho) do que foi anunciado previamente aos servos de Deus, os profetas. O anjo disse claramente que o Mistério ou Segredo de Deus se cumprirá; mas não disse que será revelado. De jeito nenhum! Só um espírito ignorante poderá afirmar que é a mesma coisa. E, foi precisamente o facto de ter confundido um “desfecho” com uma “revelação” que este dogma branhamista ensina que o "profeta – maior” deu um remate final na obra de Deus pela Igreja. Não vos deixai seduzir! Aqui está a Verdade: neste dia em que vivemos a profecia de Apoc.10:7 não se cumpriu ainda.    
Confesso que houve um tempo em que eu também encarei esta coisa de uma maneira diferente.
Mas, quando agradou à Deus no Seu amor, me abrir os olhos do entendimento para depois falar destas coisas, eu agi de acordo com a escritura de 1Cor.13: 9-11. A Deus pois, seja dado toda a glória! Ele, o Grande Ensinador e Revelador da Sua vontade; pelo Seu Espírito agindo pelo homem chamado à cumprir o Seu propósito.
Bem-aventurado então o homem que aceita a correcção!   
         O que representa pois este famoso MISTÉRIO de DEUS que só se cumprirá quando a sétima trombeta tocar?   
A escritura de 1Pe.1:10,12 nos revela claramente que os profetas do antigo testamento fizeram da nossa salvação (nós, significa os não – judeus) o objecto das suas pesquisas e diligências; querendo sondar que tempo, ou ocasião de tempo (circunstancia) indicava o Espírito que estava neles, e que atestava adiantadamente dos sofrimentos do Cristo e da glória que se lhes havia de seguir. Ora, a salvação não se cumpra antes da cruz (isso é inconcebível), nem depois da glória do Cristo. Porque, até mesmo o plano de setenta semanas que foi revelado à Daniel terminava com estas palavras: "… para ungir o Santo dos santos ". Pelo que, a graça de Deus que havia de trazer a salvação aos homens, de acordo com o que Deus anunciou à estes profetas só podia se situar entre A CRUZ DO CRISTO E A SUA COROA. É exactamente neste período que é revelado A DISPENSAÇÃO DA GRAÇA FEITO AOS PAGÃOS PELA IGREJA por meio do Evangelho (v.12)).   
E, de acordo com a Palavra, é precisamente por causa do Evangelho que Israel é inimigo de Deus. Tal como a coisa nos é feita em figura na parábola do filho pródigo (Lc.15:11-32) que revela o ciúme do filho primogénito (representado Israel) que cai no endurecimento enquanto a graça é feita ao filho pródigo (representando a Igreja das nações). Destas coisas falou claramente e demoradamente, o apóstolo Paulo em Rom.11.   
Nós encontramos esta representação na pessoa de José: quando esse foi rejeitado pelos seus irmãos, os filhos de Israel, Deus o dirigiu aos pagãos, no Egipto. Assim, enquanto José tinha morrido no entendimento de Israel e seus filhos; ele estava bem vivo para DAR VIDA AOS PAGÃOS. Os pagãos o conheciam como Zafnath-Paneah (o Salvador do mundo). E, os filhos de Israel nem sequer podiam suspeitar que este Mordomo estabelecido sobre todas as coisas era Aquele mesmo que eles rejeitaram. Como está escrito: “Ele veio aos que eram seus, mas os seus não o receberam…”.  
Ora, de acordo com a profecia bíblica, quando esta coisa acontece (a rejeição do Cristo por Israel e a graça feita às nações), isto significa que nos situamos no intervalo de tempo que separa o fim da sexagésima – nona semana (onde o Messias é tirado) e a septuagésima e última (em que o Assolador será manifestado).    
É pois notório, que nenhum profeta da antiga aliança conheceu a Igreja do Cristo. Eles não podiam ver essa coisa que estava escondida entre a Cruz e a Coroa. Aqui está o motivo que fez com que eles ouviram mas não entenderam. Este foi o grande Segredo de Deus!   
E o apóstolo Paulo nos explica este Mistério: o endurecimento veio em parte sobre Israel, até que a plenitude dos gentios haja entrado; então Israel será salvado. Pelo que, Deus encerrou todo o mundo na desobediência, primeiro, as nações (o filho pródigo) e depois Israel (o filho primogénito) para depois usar de misericórdia para com todos. Compreendemos agora o GRANDE SEGREDO DE DEUS. Então, nos exclamamos com Paulo: "Ó profundidade das riquezas, tanto de sabedoria, como da ciência de Deus! Quão insondáveis são os Seus juízos, e quão inexcrutáveis os Seus caminhos! Porque que compreendeu o Intento do Senhor…?". Este é o Seu Segredo.   
     Mas, se tiver ainda alguma dúvida, consultamos à epístola aos Efésios:    
"… Ele fez abundar para connosco, em toda a sabedoria e prudência; descobrindo-nos O MISTÉRIO (nota o singular) da Sua vontade, segundo o Seu beneplácito, que propusera em Si mesmo (este é o Seu segredo, entende?) DE TORNAR À CONGREGAR EM CRISTO TODAS AS COISAS, NA DISPENSAÇAO DA PLENITUDE DOS TEMPOS, tanto as que estão nos céus como as que estão na terra" (Ef.1:8-10).   
"Como me foi este MISTÉRIO manifestado pela revelação, como acima em pouco vos escrevi; pelo que, quando ledes, podeis perceber a minha compreensão do MISTÉRIO DO CRISTO, O qual noutros séculos, não foi manifestado aos filhos dos homens, como agora tem sido revelado pelo Espírito aos seus santos apóstolos e profetas. (Agora, não perca a explicação deste MISTÉRIO que vem à seguir) À saber, QUE OS GENTIOS SÃO CO-HERDEIROS, e de um mesmo corpo, e participantes da promessa EM CRISTO, pelo Evangelho… A mim, o mínimo de todos os santos, me foi dada esta graça, de anunciar entre os gentios, por meio do Evangelho, as riquezas incompreensíveis de Cristo, e demonstrar à todos qual seja a dispensação do Mistério que desde os séculos esteve OCULTO em Deus, que tudo criou… segundo o eterno propósito que fez em Cristo Jesus, nosso Senhor… " (Ef.3:3-11).   
Perceberam agora o Mistério? Deus propusera em Si mesmo, segundo o Seu beneplácito, um grande Intento (Plano) que só poria em execução quando os tempos se cumprir. E este Propósito consiste em REUNIR TODAS AS COISAS (as que estão nos céus como as que estão na terra) EM CRISTO. Assim se consumará no Segundo Adão o Propósito eterno de Deus anunciado no Gen.1:26,28. E, este é o MISTÉRIO que só se cumprirá nos dias da voz do sétimo anjo; quando ele tiver tocado a sétima trombeta.    
Porque? Simplesmente porque em Cristo, Deus reuniu, as nações (pela igreja) e Israel. Ora, Israel está no endurecimento até no dia de hoje. Como se pode então ensinar que o Mistério de Deus já se cumpriu? E, nós sabemos perfeitamente que a queda de Israel tornou a salvação acessível aos gentios; e a sua rejeição é a reconciliação do mundo. Pelo que, Deus preparou um dia para a sua restauração: o Libertador virá de Sião para desviar deles as suas impiedades. E, assim Israel será salvo! Perceberam agora? Porém, isto só acontecerá depois da grande tribulação; antes do grande Dia da ira quando os 144.000 eleitos serão selados (não durante a dispensação da Igreja), em cumprimento da promessa de Dan.12:1: "Mas naquele tempo livrar-se-á o teu povo, todo aquele que se achar escrito no livro".    
E, se nós meditarmos com atenção Ez.34:22-24, o Espírito Santo nos ajudará à entender que a restauração de Israel só ocorrerá no tempo em que "o Senhor lhes será por Deus (isto é, depois da reconciliação) e o seu servo David será príncipe no meio deles". Que me seja também permitido de dizer o seguinte: no tempo da profecia de Ezequiel, David já estava morto e sepultado; isto quer dizer que o Pastor anunciado na profecia para o dia da restauração de Israel é sem sombra de dúvida "Aquele que tem as chaves de David": Cristo Jesus, ainda conhecido como a Raiz de David. A Descendência que Deus prometeu a David de fazer sentar sobre o seu trono eternamente. É pois naquele tempo que Israel será restabelecido na aliança; verá e reconhecerá o seu Deus. Meditando com cuidado estas coisas que nós são feitas em figura no velho testamento, notaremos também que a arca da aliança que foi tomada pelos Filisteus no dia do I-KABOD, permaneceu longe de Jerusalém ATÉ QUE DAVID FOI COROADO REI DE ISRAEL.    
         O que quer dizer que a Restauração de Israel ocorrerá quando Cristo Jesus (o Santo dos santos) será coroado Rei dos reis e Senhor dos senhores; como Deus o anunciou aos profetas.    
Não confundem a salvação de Israel com a sua restauração. Sua salvação se cumpra no dia em os 144.000 eleitos são selados; e sua restauração ocorre no milénio. Porém, entre estes dois eventos (a salvação de Israel e a sua restauração), não há realmente muito tempo.   
Pelo que o Anjo PODEROSO de Apoc.10:1 diz claramente nesta profecia que: "… não haverá mais demora". Contudo, o MISTÉRIO DE DEUS de REUNIR TODAS AS COISAS (as que estão no céu como as que estão na terra) EM CRISTO só se cumprirá quando a sétima trombeta tocar.    
Por esta razão, vamos meditar agora sobre esta última coisa. Que Deus vos dá inteligência e sabedoria para compreender o maravilhoso Plano da Sua vontade!